Saiba tudo que deve acompanhar a escolha da excelente ração Saudável, correndo pelo campo, com força para o trabalho e vitória nas competições. É assim que todo mundo gosta de ver o seu cavalo. Uma boa nutrição é a base fundamental para o sucesso no programa de criação que permita que os cavalos recebam os nutrientes de que necessitam. Para que isso ocorra, o proprietário de equinos deve observar as seguintes orientações sobre administração de rações: * Alimentar pelo menos duas vezes ao dia, em horários regulares, ideal três vezes. Devido ao seu estômago reduzido, os cavalos devem ser alimentados pelo menos duas vezes ao dia (a alimentação três vezes ao dia se possível é ainda melhor). A alimentação regular do cavalo faz com que se reduza a probabilidade dele desenvolver vícios de estábulos (baia) como morder madeira. * Fazer as mudanças de rações gradualmente. Qualquer mudança na alimentação do cavalo (introdução de novas rações, diferentes formas de ração, etc.) devem ser feitas gradualmente, por um período de 7 a 10 dias (introduzindo a nova ração diluindo na ração que já era usada, nas seguintes proporções: 25%, 50%, 75%, 100%. * Determine a ração por peso e não por volume, como os produtos comerciais são diferentes, os pesos, as densidades e os volumes podem variar. Rações por peso Uma vez que um litro de uma ração pode pesar mais ou menos um litro de outra, a determinação das rações por volume pode apenas permitir a um cavalo receber mais ou menos a ração que necessita. A pesagem da ração, antes da alimentação, ajuda a assegurar que os nutrientes estejam sendo fornecidos nas quantidades adequadas. É obvio que não existe a necessidade de repetir o procedimento todas as vezes que se alimentar os animais. Desde que o vasilhame seja o mesmo, pode-se somente fazer a pesagem quando houver mudança no tipo de ração ou mudança no fabricante da mesma. O ideal é que essas mudanças não ocorram, por isso compre produtos de fontes confiáveis para evitar problemas de adaptação e garantir que o animal tenha qualidade na sua alimentação. A forragem * Fornecer forragem limpa e de alta qualidade. A forragem proporciona a maior parte das fibras necessárias para manter o trato digestivo de um cavalo funcionando adequadamente. Como regra geral, a quantidade de feno que um cavalo recebe diariamente deve ser no mínimo 1% de seu peso corporal.  A qualidade do feno pode ser determinada pela observação (o feno de qualidade será verde, de sabor agradável ao cavalo e isento de materiais estranhos, mofo e odores) ou por testes de laboratório. Dica: forneça primeiramente a forragem e só depois de algum tempo a ração, se você fornece a ração primeiro, a forragem consumida a seguir vai empurrar a ração no trato digestivo, diminuindo o tempo de passagem e reduzindo a absorção de  nutrientes, podendo não ter um resultado esperado, ou então, retire por algum tempo a forragem, forneça a ração, e depois de mais ou menos 30 a 40 minutos, volte o volumoso oferecido, assim sua ração terá um resultado melhor. Altura da disposição do alimento * Alimentação a partir de uma posição baixa. Tantos as misturas granulares (rações peletizadas), quanto o feno, devem ser, em geral, fornecidos em uma posição baixa. Como um animal que pasteja vegetações rasteiras, é natural para o cavalo alimentar-se de um nível próximo ao solo. A alimentação para o cavalo, de uma posição mais alta, poderá resultar em entrada de pó ou pequenas partículas de feno nos olhos ou nariz, à medida em que ele puxa o feno solto. Hidratação de cavalos * Fornecer água limpa e fresca à vontade. A água é essencial para o processo digestivo e para a saúde do cavalo. Uma vez que este animal bebe diariamente de 30 a 90 litros de água (dependendo do seu nível de atividade), os proprietários devem assegurar-se de que seus cavalos tenham acesso a quantidades adequadas de água. Quando um cavalo está extremamente quente devido a exercícios, o consumo de água deve ser evitado ou controlado. A ingestão de água logo após os exercícios pode provocar cólica. Cuide as quantidades * Excesso de ração com pouca forragem. Deve-se cuidar para que os cavalos não comam rações em excesso e ao mesmo tempo pouca forragem, durante sua dieta diária, esta irregularidade na dieta alimentar pode causar cólica. Evite fornecer ração à noite para os animais, assim qualquer início de problema pode ser percebido, e a noite, isso será mais difícil.  (Redação Anhambi Alimentos. Fonte: Portal Catalão. Com informações de Alexandre Dahdah Borges - Zootecnista e especialista em Produção Animal - Universidade Federal de Lavras)