A chamada Terapia Assistida por Animais, feita principalmente com cães, tem melhorado muito a qualidade de vida dos pacientes de Parkinson, porque ajudam em muitos casos a restabelecer nos doentes condições fundamentais, como o equilíbrio motor e a articulação das mãos. Ao lado de medicamentos, da fisioterapia a presença dos pets proporciona mais autoestima, menos ansiedade e mais esperança para os pacientes.